Agora, a cirurgia de um tumor que reduziu muito. Químio vale a pena!

​Foto do Projeto Afagos. Os detalhes estão no fim deste post! Chega lá porque vale a pena!

------

A semana foi dedicada à consultas médicas. Comecei, segunda-feira, indo ao mastologista, Dr. Cleverton Spautz.

Até então, eu não fazia ideia do quanto estava ansiosa. Afinal, peguei os exames e não abrir nenhum, deixei tudo pra o Dr. Cleverton avaliar e me dar as notícias.

Convidei meu filho para ir à consulta comigo. De repente, eu não queria estar sozinha diante dos resultados. Foi a primeira vez que me senti assim.

Depois, errei três vezes o caminho para a clínica. Foi aí que disse para o Pedro: "acho que estou ansiosa"!

Chegando ao consultório, logo fomos atendidos. E quando Dr. Cleverton disse que o tumor diminuiu 86%, foi como se tivessem desativado uma bomba, ali na minha frente!

Suspirei muito, muito aliviada. Afinal, todos os meses de quimioterapia, a queda de cabelo, as unhas em estado de calamidade, as dores, os enjôos da primeira etapa, enfim...tudo tinha valido muito a pena!

Os outros exames, sangue e coração, tudo ok. Disso eu não tinha dúvida.

Bom, passamos a discutir a cirurgia e lá veio mais uma boa notícia! A redução do tumor aliada ao fato de eu ter mama grande vão permitir que a cirurgia seja muito "conservadora", ou seja, boa parte vai ser preservada.


O cirurgião plástico

Na terça, a Rosângela Montemurro - a mesma amiga querida que me acompanhou no resultado da biópsia e foi minha motorista oficial das químicos - me acompanhou à clínica.

Primeiro passamos pelo consultório do Dr. Cleverton. Ele redesenhou a área da cirurgia e ficamos esperando pelo Dr. Cícero Urban, cirurgião plástico, especializado em mama.

Como se tratava de encaixe, tivemos de esperar bastante.

Quando fomos chamadas, encontramos um médico jovem e muito simpático (por sinal, todos meus médicos são jovens). De cara, gostei dele!

E qual não foi minha surpresa ao sabre que ele também já foi paciente de câncer. E câncer de pâncreas!

Estava ali, na minha frente, um homem que há nove anos vive e trabalha (e muito! Afinal já passava das nove da noite), depois de tirar quase todo o pâncreas. Sério, simpatizei ainda mais com ele.

Infelizmente, o Dr. Cícero não é credenciado ao meu plano de saúde. Terei de pagar à parte e pedir o ressarcimento.

Ah, importante esclarecer:

Se o médico é credenciado ao plano, ele não pode cobrar diretamente do paciente! Quando o tratamento é feito pelo SUS, a reconstrução também está prevista. Confira no link http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cirurgia-de-reconstrucao/112/4/


Na quarta-feira tratei de pedir a liberação ao plano e já fui ao hospital levar a requisição de pre-agendamento. De lá, saí com a notícia de que deveria aguardar a liberação. E isso, segundo o hospital, poderia demorar até sete dias.


A sensibilidade da Oncologista

Na quinta-feira fui à consulta com minha oncologista, Drª. Débora Gagliato. Afinal, precisava mostrar - pelos resultados dos exames - que o tratamento que ela escolheu para o meu caso, tinha sido eficiente. Mais uma vez reconheci que valeu a pena! Agradeci muito a ela, mas faltou dizer que o agradecimento não foi apenas pela competência médica. Foi também pela competência como ser humano. Tenho sorte porque nossa relação médica-paciente vai ser longa!

E mais sorte ainda porque tanto minha gineco, Cristiane Ampessan, quanto o Cleverton Spautz, a Débora, ou o meu cardiologista, Arnaldo Stier, são assim. Eles conseguem enxergar o paciente e não apenas a doença.

Enquanto muitos se referem "ao caso do CA de mama tal", eles se referem ao paciente, com nome e sobrenome, com história de vida, sentimentos, etc. E isso, faz toda a diferença. Acredito fortemente que isso resulte em tratamentos mais eficientes. Claro, tudo baseado em muito conhecimento, muito estudo, muita pesquisa e atualização profissional. Tudo caminha junto.


TARDE DE HOSPITAL!

Sexta feira, eu e o Pedro passamos a tarde no Hospital. Tive de levá-lo à emergência porque o moço rompeu ligamentos do pé, durante uma manobra de skate. Enquanto ele aguardava atendimento, tive que voltar às pressas à minha casa, buscar meus exames para a consulta com o anestesiologista (acabo de descobrir que anestesista é o enfermeiro formado nessa área e anestesiologista é o médico).

Não foi à toa que escolhi o mesmo hospital para levar o Pedro. Assim, enquanto ele fazia Raio X, fui à minha consulta. Mais uma vez, tudo em ordem.

Mas ainda faltava a liberação da cirurgia. Pois ela veio quase no fim do dia. Mas... mas... ainda faltava a liberação do uso da cola para o fechamento da pele ( substitui aqueles pontos externos).

Ahhh, não acreditei!

Por sorte, tenho um médico muito dedicado ( Doc Cleverton!!) que resolveu a situação e marcou a cirurgia! Quarta-feira.


Não vejo a hora! Quero me livrar do "Alien" ( como diz a Ju Mundim), terminar mais uma etapa! Aí, só fica faltando a rádio e o controle!

Sobre a cirurgia, conto depois de passar pela experiência, ok?


Enquanto isso, sigo agradecendo a cada detalhe. Hoje, em especial, ao sol lindo lá fora e à saúde dos meus filhos!​


Grande beijo a todos!!!



Seguem fotos da semana:



​​projeto "Afagos" da Juliana Mundim. Entrem na página lá facebook, tá lindo demais! É só digitar "Afagos" na busca. Lá vocês vão conhecer a Fabiana, modelo da foto!

Rozana Holanda e Naisla Saab,

e suas doações ( lavadas e empacotadas) para o Varal de Lenços.



< Já são cinco alunas na turma

do Yoga do HC, com a professora Patrícia Kellen


Assim ficaram minhas unhas, mais uma reação da quimioterapia. Sem coragem ainda de mostras os pés!

Presente da minha querida amiga, Gi Nuncini! Amei!

Destaque
Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.