Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.

2016 - o ano que mudou minha vida

31.12.2016

 

Hoje percebo o quanto passar por uma crise pode nos modificar.

2016 não foi fácil em nenhum aspecto para a maioria das pessoas. A crise econômica apertou, o desemprego também, os escândalos políticos pipocaram e por aí vai.

Mas, pra mim, e provavelmente pra tantas outras pessoas que enfrentaram um problema grave de saúde, a vida ganhou outro sentido.

Minha percepção de mundo é outra, como se uma lente grande angular tivesse sido instalada aqui dentro. Ao mesmo tempo, entendi que cuidar de mim mesma é importante também. 

Nunca me vi como uma pessoa competitiva, mas me surpreendi com a capacidade que tenho de lutar pelo que é importante. E que eu sou importante.

Descobri que cuidar do outro não é se abandonar. E que para proporcionar felicidade precisamos estar felizes.

Interessante que, ao mesmo tempo em que me tornei mais paciente, não tolero mais egoísmos e egocentrismos.

Passei a ouvir mais minha intuição, mas nesse ponto ainda tenho muito a aprender. Na verdade, hoje vejo que tenho muito a aprender em todos os sentidos e que não existe verdade absoluta.

Consegui entender que agradecer é mesmo mais importante do que pedir. E isso não significa resignação! 

Mas, talvez, minha maior descoberta tenha sido a Fé. 

Não se trata só de religião. Mas da capacidade de acreditar em algo e fazer o possível para que aquilo seja alcançado. 

Então, 2016 foi um ano revelador.

E, pela primeira vez, vejo um novo ano chegando e sei exatamente o que vou fazer com ele. Vou lutar para ser feliz e realizada! E isso é profundamente reconfortante!

Seja bem vindo 2017!!!

 

Além de desejar a todos um ano incrível, deixo fotos de um dia maravilhoso, 20 de dezembro, data da instalação do Chapeleiro, no HC! Foi meu verdadeiro Natal e dia em que conheci pessoas incríveis.

 


Como a  psicóloga, Luciana Deutscher, que passou um sufoco este ano ao descobrir nódulos no fígado ( por sorte benignos). Com um filhinho pequeno, encarou uma cirurgia complicada mas não perdeu a vontade em ajudar outras pessoas. A Lu (já me sinto próxima suficiente para chamá-la pelo apelido!!), leu aqui no blog o pedido por doações de bonés, chapéu e afins. Sem que eu soubesse,  começou uma campanha entre os conhecidos e arrecadou dezenas. Só nos conhecemos pessoalmente lá no HC no dia da instalação do Chapeleiro e posso dizer que esse encontro me encheu de alegria!

 Monica Tramujas e Sr. Elisio

Sem falar no Sr. Elisio Siqueira, de 84 anos. Hoje só faz acompanhamento, mas já passou por 35 sessões de radioterapia. Foi ele quem inaugurou o Chapeleiro. Escolheu uma boina e ficou bem bonitão com ela! 

Animadíssimo, contou que faz caminhadas três vezes por semana. Um exemplo pra muita gente com bem menos idade e que não sai de casa pra caminhar uma quadra! Fiquei encantada com ele.

 

Nesse dia, a Michelle Bornemann, de 40 anos, também foi até o hospital para entregar  kits de higiene. A Michelle, teve câncer de mama há três anos e montou um lugar chamado "Espaço Autoestima", onde oferece a pacientes aulas de artesanato e dança do ventre! Tudo de graça. 

Os kits que ela levou ao HC foram doados pela Faculdade Estácio e o primeiro a receber foi o Ronaldo Malta, paisagista, em seu primeiro dia de químio.

Sabe o que me chamou a atenção nesse rapaz de 44 anos, pai solteiro de uma menina de 12? Foi a disposição! Ele disse que em breve estará lá ajudando outras pessoas! 

 

A Michelle conta com  o auxílio de pessoas como a Silvana de Amorim, de 43 anos. Ela terminou faz pouco tempo o tratamento contra câncer de mama e decidiu arrecadar 350 lenços, no mês de setembro. Conseguiu, ainda, reunir 85 brinquedos para as crianças da Onco Hematologia Pediátrica.

Tudo com a ajuda da vizinha, Samira Tassa, de 42 anos e que teve câncer de mama aos 37.

 

Abaixo o dia em que recebi doações de kit de maquiagens e mais alguns lenços. Tudo isso reunidos pelo pessoal  da Cross Fit Bariqgui para o Laços do Peito. Depois Na última foto, o registro da entrega dessas doações para a Mônica Tramujas, lá do Hospital.

 

 

 

 

Please reload

Destaque

Uma outra Perspectiva para a Cura - Parte III

November 4, 2019

1/7
Please reload

Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

September 23, 2019

July 13, 2019

Please reload