Uma semana difícil

Problemas no computador, algumas partidas, mãe doente e uma certa ansiedade pelo resultado dos exames! Foi assim que passei a semana.

Estou escrevendo no celular, o que pra mim é um pouco complicado... mas farei o possível pra contar tudo direitinho!

Domingo passado, uma jovem de 30 anos, partiu! Denise Cotovey, enfrentou um câncer agressivo, que lhe tomou o fígado, o estômago, as vértebras e o cérebro. Mesmo que a distância, acompanhei o caso dela.

A Kethleen, tinha só 16... na quinta-feira, cansou de lutar contra a doença que já havia lhe amputado uma das pernas.

Confesso que não é fácil escrever sobre isso. Mas, quero dizer que, mesmo diante dessas histórias, continuo otimista.

Confio na ciência que evolui incrivelmente com a ajuda da tecnologia. Confio em bons médicos e na medicina humanizada.

Acredito na mudança de hábitos por mais saúde e por um planeta melhor e creio nas pessoas de bem! Acho que  são maioria, nesse mundo maluco! Rsss

(Foto Gledson Laureck) Ainda estou me acostumando com esta imagem da campanha...

Hoje, assisti a um vídeo de uma cirurgia de coração, feita com um equipamento inteligente

que evitou que a cirurgia fosse aberta ( aquela que a gente está acostumado a ver cicatrizes enormes no peito). Foi feita com um tipo de catéter, com garrinhas internas ( um modo grosseiro de explicar) que desobstruíram uma válvula e ainda implantaram outra!

Enfim,  uma bem-sucedida história de resgate da saúde e da qualidade de vida. Sem contar que se trata de alguém muito especial pra mim!! Uma daquelas mães de coração, que a gente às vezes ganha ao longo da vida e a quem amo muito.

Já a minha mãe, a Dona Lola, não anda nada bem de saúde. Uma mulher linda e elegante que mantém um vicio desde os 11 anos de idade. Ela fuma!

E isso lhe trouxe muitos problemas. O fumo lhe comprometeu os sistema respiratório e circulatório. Além disso, ela é cardíaca.

 Há duas semanas passou por um procedimento para melhorar a circulação sanguínea nas pernas. 

E agora, descobriram um aneurisma. 

Duro ver quem a gente ama, enfrentando tudo isso, muito duro.

Mas, acho que ela vai melhorar! Sempre acho isso! Rsssss

Bom, as boas notícias ficam por conta dos resultados dos meus exames. Peguei os pacotinhos fechados e entreguei nas mãos da minha Oncologista, Dra Débora Gagliato.

Fiquei ali conversando, respondendo ao que perguntava, enquanto ela olhava as imagens. Meu cérebro conseguia  permitir que eu falasse sobre o tema da nossa conversa e, ao mesmo tempo, ficasse atenta às reações dela diante dos exames e ainda tirasse conclusões! 

Eu pensava: ela está bem tranquila. Opa... parou pra olhar melhor! O que será? 

Kkkkk

Eu estava com todos os meus sentidos atentos. 

Mas falava normalmente! Interessante como a gente consegue chegar a esse grau de controle, né?

Atribuo à meditação!

Enfim, ela me disse: você está ótima!!!

Ufa!

Relaxei!

Ainda falta levar tudo ao Mastologista. Mas já vou bem tranquila, né?!

Gente, adiaram a reunião sobre o uso do dinheiro do jantar. Problema nas agendas. Mas desta vez não tive culpa.

Quero muito usar logo a grana e me livrar dessa responsabilidade. Vou informando aqui pra vcs.

Pelo menos, conseguimos comprar organizadores para as doações ( esses da foto) e, assim, as assistentes sociais estão arrumando o armário e evitando que elas ( as doações) possam ser danificadas.

Sem contar que o ambiente em que recebem os pacientes fica muito mais agradável, né?!

A campanha ALÉM DAS BARRAS está com novidades. Agora as fotos  vão estampar camisetas. Qualquer um pode sair por aí, vestindo essa linda causa:  ajudar o setor de mama do HC a oferecer um atendimento ainda melhor e mais digno.

Lembrando que o site do projeto é:

www.alemdasbarras.org.br

E para encomendar as camisetas é: 

http://moko.com.br/alemdasbarras Ou direto no loja.moko.com.br 

Como escrevi no Facebook, vamos sair carregando no peito essa campanha?

Vamos ajudar que o diagnóstico precoce seja também uma realidade para quem não tem plano de saúde? Que o tratamento seja de qualidade?

O câncer de mama corresponde a quase 30% de todos os tumores malignos diagnósticados no Brasil. A maioria dos casos são verificados nas regiões Sul e Sudeste.

Porém, no Norte do país, a maior parte dos casos é do câncer de mama mais agressivo.

Enfim, o que for possível fazer para que histórias de vida não sejam interrompidas, a gente deve fazer. Não podemos mais ficar esperando por governos inertes e corruptos.

Sem contar que o envolvimento em causas como essas, nos faz mais conscientes da importância de nossas escolhas políticas.

Ah, o pessoal da MOKO, que desenvolveu a campanha das camisetas, acredita que além de incentivar as doações... as imagens de mulheres como nós, normais, com cicatrizes e imperfeições, pode ajudar outras mulheres a se aceitarem mais, como são!

Por isso eles insistiram em colocar as nossas fotos nas camisetas.

O que vcs acham? Afinal de contas, estamos acostumados a ver mulheres lindas, modelos, estampando campanhas, né?

Um último pedido. Mandem sugestões sobre temas que gostariam que eu escrevesse, ok?

Quero muito escrever aquilo que vcs querem saber! 

(Flagra da Nilda em uma declaração de amor a ela mesma! ❤️❤️❤️) foto: Gledson Laureck

Com a foro do meu “potinho de amor” eu me despeço!!!

Beijo a todos e uma ótima semana.

Destaque
Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.