Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.

É assustador! 39% abaixo dos 40

O dado não é novo para a comunidade científica ou para os médicos, mas levei um susto quando tive a confirmação. Mesmo achando que conhecia muitas mulheres bem jovens com câncer de mama, foi chocante saber que no Brasil 39% dos casos são de mulheres abaixo dos 40 anos.

 

Tive o primeiro contato com esse dado numa palestra do Dr. Cleverton Spautz, durante o Outubro Rosa. Ele disse que nos Estados Unidos,  a taxa de mulheres abaixo dos 40 que desenvolvem câncer de mama é de 25%. No entanto, o país  registrou - em 2017 -  255.180 novos casos, enquanto o Brasil ficou perto dos 59 mil novos casos da doença. Ou seja, temos menos casos totais e mais casos entre mulheres bem jovens.( Ah, em relação aos números gerais, a mortalidade aqui tb é maior do que lá).

 Nesta foto com o jornalista Eduardo Scola e a advogada, Ju Loyola, paciente com menos de 40 anos, durante evento  do Outubro Rosa no Escritório de Advocacia Marins Bertoldi. Ju tem um projeto lindo que se chama Bela Careca.

 

As causas disso parece que ainda não estão definidas. Mas, acende para nós  um baita de um holofote sobre esse número. Mostrando que ensinar as mulheres, desde cedo, a conhecer as mamas e o corpo pode ser o caminho mais seguro.

 

Afinal, elas ainda não são contempladas pelo programa de rastreamento, que indica o início da mamografia após os 40 anos. O autoexame, neste caso, além das visitas anuais ao ginecologista, é o grande trunfo para a descoberta de qualquer alteração nas mamas, inclusive as benignas.

 

Em Outubro, fui convidada por duas igrejas para falar sobre minha história e o câncer de mama. Numa delas, participei de uma roda de conversa com uma médica e mais duas pacientes. Uma dessas pacientes estava em quimioterapia e tinha apenas 22 anos!

Uma história comovente, que levou até a oncologista às lágrimas. Os pais, fortes e presentes estavam lá, na plateia! Já o namorado de 4 anos,  terminou o namoro após o diagnóstico...

 

Voltando à questão da idade, temos mais uma questão: essas jovens são alertadas sobre a necessidade da proteção dos ovários ou congelamento dos óvulos ( pra quem tem condições)? 

Quando o tratamento inclui quimioterapia, os óvulos podem ser completamente atingidos. Desse modo, a mulher perde a fertilidade. Mas, boa parte dessas jovens mulheres podem querer ter filhos biológicos e sequer terão a chance de tentar, caso não sejam avisadas.

 

Por isso, é tão importante discutirmos assuntos como esses. Temos de fazer esse tipo de informação circular. Não guarde pra você, comente entre amigas, envie este link para pessoas da família, divida seu conhecimento. 

Please reload

Destaque

Uma outra Perspectiva para a Cura - Parte III

November 4, 2019

1/7
Please reload

Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

September 23, 2019

July 13, 2019

Please reload