Ela sempre me fazia rir



É assim que vou lembrar da minha querida amiga, Dhe Stephani! Falávamos por telefone ou gravávamos áudios no WhatsApp, uma para a outra. Ela sempre começava dizendo algo como: "Guria, quanto tempo né?", daquele jeito "cantadinho", típico do litoral de Santa Catarina. A Dhe, que morou em Curitiba e trabalhou em Rádio aqui na cidade, tinha voltado para Joinville há algum tempo.


Durante cinco anos ela enfrentou o câncer. Sempre disposta a experimentar novos tratamentos, novas medicações... tudo para que tivesse mais tempo junto das filhas.

Passou momentos difíceis, mas nunca desistiu.

Na última sexta-feira, a Dhe partiu.


Claro que fiquei triste, ninguém quer se despedir de quem gosta. Mas, o que mais me motivou escrever sobre ela foi a disposição em se tratar. Ela teve recidiva e entrou em mais de uma linha de pesquisa, depois que o tratamento convencional não deu resultado.

Ela tinha um objetivo, viver mais para acompanhar a filha mais nova em suas primeiras conquistas e a mais velha em seus primeiros passos na vida profissional. E assim ela fez!


Há poucas semanas ela disse que agradecia a Deus porque estava há quase cinco anos tendo a chance de se tratar.


Obrigada, Dhe por ter dividido comigo um pouquinho da sua história! vou lembrar sempre de você com alegria!



Destaque
Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.