Andei cultivando pedras

A novidade da semana é a seguinte:

Andei cultivando pedras e colhi... adivinhem????


- pedras! kkkk

Pois olhem, no ano passado, fiz uns exames pra saber se, por acaso, eu não tinha pedras na vesícula. Descobri que tenho uma pedrinha , sim... mas no rim...

"Inha" é modo de dizer porque ela já tem o diâmetro do canal da uretra...medooooo!!!


No mesmo dia, descobri que as dores que senti eram resultado de uma contratura muscular, fiquei feliz da vida e resolvi na osteopatia e na acupuntura (Graças a meus queridos primos fisioterapeutas, Luis Fernando Requião e Luis Carlos Câmara Vicelli).


Porém, na madrugada de domingo pra segunda-feira, acordei às 4 horas da manhã com dores fortíssimas que me pareceram ser no estômago.

Aiiii como a gente não sabe nada do nosso próprio corpo, viu? impressionante! A gente estuda lá nas aulas de ciências da escola, estuda anatomia, estuda fisiologia... tira nota boa nas provas (eu era ótima aluna), e aos 50 anos (recém completados) descobre que não entende nada do próprio corpo! kkkk Quanta ignorância!


Voltando às dores. parecia que tinha um tijolo no meu estômago e que alguém apertava o tijolo, sem dó!!! pensei logo: foi a sopa "velha" que estava na geladeira e que eu não quis jogar fora... Comi!

Tive a mais absoluta certeza de que a sopa era a culpada. Fiquei com uma raiva de mim... "ai, por que eu fui comer aquilo"!!!!


Fui até à cozinha, fiz um chá de boldo ( que eu adoro), bebi, e tentei voltar a dormir. Não foi possível... a dor tinha outros planos.

Percebi um leve inchaço na minha barriga e pensei: NÚMERO DOIS, ATIVAR!!

Solução mais simples impossível, né?


Não, não foi... nada aconteceu!

Na verdade aconteceu...a dor só piorou, a barriga inchou mais e mais e eu não tinha mais posição, nem deitada, nem sentada ou de pé...comecei a caminhar de um lado pra outro...voltei a deitar... senti que quando eu me virava para o lado direito a dor ficava ainda mais intensa...aí levantava, sentava, andava... repetindo o ritual na tentativa de me livrar da dor.


Resumindo, fui parar no hospital, descobri que tinha um "cultivo de pedras" na vesícula - lembram que um ano e meio atrás não tinha nenhuminha?


Na última terça passei por uma cirurgia e agora estou me recuperando e, por conta disso, tive até tempo pra escrever aqui no Blog! kkkkk

Eu tenho tanta sorte que trabalho com médicos, né?

Preciso agradecer pela atenção e carinho que eles me dispensaram, em especial o Dr. Raul Anselmi Júnior, que fez minha cirurgia! Posso dizer que sou mega sortuda porque um cirurgião como ele, que opera cânceres seríssimos, conseguir um horário pra fazer uma cirurgia como essa, e de emergência ainda por cima... só posso acreditar que o cara lá de cima gosta muito de mim! rssss


Enfim... as pedras se foram e com elas a minha vesícula!

Confesso que não lamento por isso, porque só de lembrar das dores que eu senti... prefiro pensar que, ela se foi em boa hora! rsss



Destaque
Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.