Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.

Uma outra Perspectiva para a Cura - Parte I

Alguns dias já se passaram do nosso primeiro post sobre a Jornada da Cura. Minha primeira pergunta é se você conseguiu tirar uns minutinhos do seu dia para fazer o exercício de relaxamento e para pensar sobre como você encara suas emoções.

 

Se você ainda não fez isso, recomendo reler nosso post anterior e refletir sobre suas emoções antes de prosseguir! 

 Evento: Corrida para a Cura do Câncer CIBC (Toronto, ON, Canadá)

 

Já vimos que o primeiro passo para iniciar a Jornada da Cura é ser real, ser autêntico sobre o que está acontecendo. É aceitar o seu diagnóstico admitindo para você e para os outros, compartilhando os seus sentimentos, tendo assim motivação para fazer as mudanças necessárias que irão ajudar.

 

O próximo passo é tornar-se ATIVO na Jornada da Cura. Você sabe o que isso significa?

Quando temos um desafio a ser vencido, como por exemplo o tratamento para o câncer, podemos nos posicionar de duas formas: passiva ou ativa. 

 

Ser passivo, significa estar disponível e aguardar que outras pessoas façam tudo por você. Em outras palavras, é estar presente para seu tratamento médico, esperar que tudo corra bem, mas deixar seu processo de cura dependente do cuidado de outras pessoas (no caso os médicos). Não fazer nada além do tratamento médico convencional.

 

Ser ativo significa ter interesse real em seu tratamento, olhar ao redor e ver o que você pode fazer para se ajudar. É procurar caminhos adicionais para a auto-ajuda sem se fazer de vítima.

 

 

Que tipo de pessoa você é diante de alguma dificuldade? Como você se comporta diante de um tratamento de saúde?

 

Seja sincero com você mesmo e faça uma reflexão. Não tenha vergonha de seus sentimentos e pensamentos. Assuma-os! 

 

Okay! Mas e agora, decidi que quero participar ativamente do meu processo de cura, o que preciso fazer?

 

Além de seguir com a medicina tradicional e de realizar uma nutrição saudável e balanceada,  devemos “olhar para dentro de nós” para conseguirmos fazer uma cura interna, uma cura que “vem de dentro para fora”.

 

Você deve estar pensando, “olhar para dentro de nós”, cura interna? O que é isso? Como assim?

 

Calma! Vou explicar! E por mais inusitado que pareça, você vai ver que nossa mente pode nos ajudar muito mais do que imaginamos. 

 

Continua…

 

Com amor,

Juci

 

 

Fonte: “The Healing Journey”, “Can Mind Heal Cancer” e anotações pessoais. Os dois livros foram escritos por Alastair Cunningham, ele fez dois PhDs (em microbiologia e psicologia) e também é sobrevivente de câncer. Iniciou pesquisas relacionadas ao processo de cura (utilizando a mente) em 1982 no Hospital de Câncer Princess Margaret, aqui em Toronto, CA. Ele é reconhecido internacionalmente como pioneiro e líder mundial em psico-oncologia. 

 

Please reload

Destaque

Uma outra Perspectiva para a Cura - Parte III

November 4, 2019

1/7
Please reload

Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

September 23, 2019

July 13, 2019

Please reload