Uma princesa guerreira de 10 anos

OBS: Gente o meu assunto não é coronavírus, mas quero lembrar que o melhor é manter-se longe de aglomerações e lavar com frequência as mãos!!!

Atualizando: a festinha da Mikaely teve de ser adiada por conta do coronavírus. Ela chorou muito, segundo minha amiga Lucy. Mais essa!!!!


Nos últimos meses venho acompanhando à distância, o caso de uma menina de 10 anos com um câncer ósseo. Uma história que vai emocionar você pela beleza, sensibilidade e solidariedade! Por isso, tente chegar ao fim do post - que tem tudo pra ser longo! rsss


E não é pra menos. Vou contar a história da Mikaely, uma menina é encantadora! Dona de um sorriso absolutamente cativante que, apesar das dificuldades, de estar há meses longe dos irmãos e do pai para fazer um tratamento que exige muito dela, e apesar da proximidade de uma cirurgia que vai marcar a vidinha dela pra sempre, essa meninaé como um ponto de luz constante no meio de um universo de realidades muito duras.


Quem me "apresentou" essa história foi minha querida amiga, Lucy Fazolla. Mais uma daquelas amigas que, como já aconteceu desde que criei o blog, nunca nos encontramos pessoalmente, porém, dividimos experiências, emoções, intenções e um carinho genuíno - o quê nos torna verdadeiramente amigas.



Bem, a Lucy já passou pelo câncer duas vezes. Uma mulher encantadora, linda, de uma energia contagiante. Baiana, está radicada há muito tempo no Rio de Janeiro, ama gatos e flores. Já foi atriz (quem lembra de Pai Herói? pois ela estava lá), trabalha com eventos e é uma pintora incrível.


Perto do Natal, ela contou em uma postagem de facebook que tinha ido ao supermercado e teve o impulso de comprar um ursinho de pelúcia que, segundo ela, tinha um olhar irresistível. Comprou! mas não tinha para quem dar o presente. Mal sabia ela que em poucos dias conheceria alguém...


Dias depois, acompanhando uma pessoa a uma clínica, viu uma menina na sala de espera, sentadinha numa cadeira de rodas, chorando. Foi até ela e perguntou o motivo da tristeza. A mãe respondeu que ela não estava se sentindo bem porque havia feito quimioterapia por aqueles dias.

Lucy, poderia naquele momento ter se afastado, mas ficou ali e disse que ela era uma menina muito bonita. Recebeu de volta um olhar direto e um sorriso enorme e lindo. De imediato se estabeleceu a ligação que provocou um movimento maravilhoso.


Como a arte fala diretamente com a alma humana, Lucy contou para a garotinha que pintava retratos e começou a mostrar, pelo celular, algumas obras que já produziu. A garota logo pediu, "tia, pinta um retrato meu?". Ela também contou para a nova amiga que sonhava em ter um celular e ficou toda animada ao saber que ganharia um!

A amizade que estava começando foi testemunhada por uma mulher que, mais tarde, foi até a Lucy para abraça-la e dizer que estava muito emocionada com a cena que havia assistido. Além disso, se propôs a visitar e ajudar a garotinha.


Dias depois, essa mulher foi visitar a nossa menina e levou a família para conhecê-la. Lucy teve para quem dar, além do celular, o ursinho que havia comprado. Como a família da Mikaely é do interior do Rio de Janeiro e muito simples, as duas mulheres começaram um movimento para tornar os dias da Mikaely mais felizes durante o período em que a menina está morando numa casa de apoio, com a mãe, na cidade do Rio de Janeiro.

O câncer que está tratando é agressivo e, Infelizmente, a menina terá de amputar uma das pernas para impedir o avanço da doença. A notícia, claro, mexeu com todos. Mikaely chorou, mas em pouco tempo se recuperou e disse que queria uma festa de aniversário com roupa de princesa e sapatos lindos, já que seria a última vez que poderia usar um par de sapatos.

Moana - imagem de divulgação

Lucy e a mulher que assistira a cena da clínica, começaram então a preparar a festa, e ganharam a adesão de outras pessoas. A princesa escolhida pela garotinha foi a Moana. Uma guerreira que tem os cabelos como os dela (antes de caírem em consequência da quimioterapia). Nossa artista não tardou em pintar uma tela da princesa com o rostinho de Mikaely e os lindos cabelos cacheados e longos.

Outro dia me enviou a foto da roupa da princesa Moana! hoje, quando nos falamos, ela disse que precisava sair para encomendar os salgadinhos para a festa. Ou seja, várias pessoas estão empenhadas em transformar um pouquinho que seja a realidade da menina.


Mas, e como eu fiquei tão por dentro dessa história a ponto de me sentir tão próxima de Mikaely? É que a Lucy me contou que a menina tem um sonho, conhecer o Rodrigo Faro, apresentador da TV Record. Bem, como sou jornalista e tenho tantos contatos, tentei levar a história da Mikaely até eles ( a ideia , inclusive foi da Lucy). Entrei em contato com a produção da Record aqui em Curitiba, sem sucesso. Fiz contato por telefone com a TV em São Paulo, pediram que eu enviasse toda a história por escrito, mas nunca obtive resposta.


Fico pensando que os programas de entretenimento às vezes dedicando tanto tempo a coisas sem muita profundidade... quando poderiam contar um história como essa e, quem sabe, algum cirurgião especializado não avaliaria se pela rede particular seria possível - no caso da Mikaely - evitar a amputação.

Isso aconteceu há alguns anos com uma moça do interior aqui do Paraná, cuja história eu contei aqui. A Rhannay teria de fazer a amputação pelo sistema público de saúde. Porém descobriu que existia uma cirurgia muito segura e indicada para o caso dela. Uma campanha foi feita na cidade dela e aqui também e o dinheiro foi arrecadado. A Rhannay é linda e segue a vida dela com os dois pés firmes no chão.


Quem sabe, a exposição do caso da Mikaely não poderia ter o mesmo desfecho? Ou então, se a amputação for inevitável, quem sabe ela ganhasse uma prótese e o acompanhamento para a substituição à medida que ela crescesse?


Enfim, fiquei frustrada por não poder ajudar. Porém, estou feliz em ver tanta gente mobilizada em tornar o aniversário de 11 anos dessa garota, um dia inesquecível e cheio de amor.







Destaque
Siga, Curta e Compartilhe
  • Facebook ícone social
Ultimos posts

Since 2015 | Todos os textos e imagens foram produzidos por Vanusa Vicelli e/ou Jucienne S R Camilotti, exceto quando sinalizado. | Todos os direito reservados. Proibido divulgação sem autorização.